quarta-feira, maio 17, 2006

poesia # 17

Conduzir durante 2 horas. Sair da auto-estrada e abrir os vidros. Não que esta acção seja muito poética, mas quando para acompanhar a abertura dos vidros existe um perfume de primavera, então aquele simples momento, torna-se poesia pura.

6 Comments:

At 12:21 da tarde, maio 17, 2006, Blogger jomaolme said...

É mesmo óptimo o cheirinho da Primavera...Dá uma sensação de paz...

 
At 12:43 da tarde, maio 17, 2006, Blogger Elentári said...

A mim põe-me em pulgas, fico irrequieta e penso logo: "Está quase a chegar o Verão, não é? Será que vai demorar muito?".

 
At 2:15 da tarde, maio 17, 2006, Anonymous Magnolia said...

A vantagem de viver no campo é essa... somos os primeiros a sentir a primavera e não precisamos de ir atrás dela, porque ela está em toda a parte! Não suportaria mais viver na agitação da cidade...

 
At 5:58 da tarde, maio 17, 2006, Blogger rps said...

Sim. E depois?...

 
At 11:48 da manhã, maio 18, 2006, Blogger fabiana said...

Com a música nas alturas e sem conduzir ;)

 
At 7:31 da tarde, maio 18, 2006, Blogger bonifaceo said...

Estou com a elentári, não fico muito em pulgas, mas fico um pouco.

 

Enviar um comentário

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
Free Live Chat Rooms Enter my Chat Room
Free Chat Rooms by Bravenet.com
Who links to me?