segunda-feira, junho 05, 2006

Crónicas de uma rapariga gira sem namorado aos 30 anos # 57

Vários homens têm perguntado porque é que eu continuo sem namorar. (As mulheres não querem saber disso!) Uns oferecem-se para terminar com esta solidão. Outros perdem tempo a exporem as suas teorias sobre a questão. Baseiam-se quase sempre no pressuposto de eu ser muito exigente e estar à procura do homem ideal ("que não existe" - anunciam-me eles, com ar de novidade!). Nota-se que não têm lido estas crónicas, porque senão já teriam percebido alguns dos pormenores que fazem parte deste enredo amoroso que é a minha vida! Outros têm lido, mas não interpretado. No outro dia, um colega meu, fez-me a minha pergunta. Como já estava alcoolicamente distraída e frontal, respondi-lhe prontamente com um "Estou tão bem sozinha, que só namoro se valer realmente a pena!" Ele ficou um pouco parado a olhar para mim. Parecia que tinha sido apanhado de surpresa.
Será que alguém acha que se está sozinho por falta de opções? Acho que em todos os casos essa não é explicação. Há sempre mais qualquer coisa para explicar esse fenómeno. No meu caso estou sozinha porque não estou desesperada por estar acompanhada. Sou uma sonhadora em absoluto e talvez isso seja a minha desgraça, que é como quem diz a causa de não ter namorado. Como é que se sabe se determinada pessoa vale ou não a pena para namorar ou para se ter uma relação? Não se sabe, mas sente-se. É uma intuição, é uma atracção, é um não-sei-o-quê-que-nos-diz-que-sim!
Estar sozinho não é assim tão mau. Estando sozinho pode decidir-se tudo o que se quer fazer e apenas de um minuto para o outro. Pode ter-se vários engates com quem se sai só para flirtar. Pode querer-se muito alguém durante uns dias e depois deixar de se querer, porque não existe o tal compromisso. Acho mesmo, que tem tantas coisas boas, quanto tem namorar.
Claro que se pode namorar por vários motivos. Para não se estar sozinho. Para se sentir que se tem um "Porto Seguro". Para se ter alguém com quem se tem rotinas e com quem não é necessário combinar. Para se crescer. Para se partilhar. Para se sentir o amor. Eu própria já namorei por vários motivos. E nem sempre foram os meus preferidos. No entanto, foram os necessários naquelas alturas. E nem sei se não volto a namorar por motivos menos "nobres" a meu ver. Para mim é nobre namorar pelo crescimento individual, pela atracção sexual e pela vontade em se partilhar muitas coisas com aquela pessoa, porque há qualquer cheiro que nos faz sentir muito bem com ela. Namorar por estes motivos nobres não é assim tão fácil. Reunir estas condições e ainda por cima amar essa pessoa?!
Acredito que existem relações que valem a pena. Acredito mesmo. Conheço alguns exemplos que me fazem acreditar nisso. Eu quero ter uma relação que valha a pena, em que eu evolua e faça evoluir. Onde me possa expandir e ser expandida. Em que eu admire a outra pessoa, mesmo encontrando defeitos. Na qual encontre o apoio e o desafio necessário para me sentir viva e em paixão. Que goste de coisas semelhantes, mas tenha sempre imensas novidades que desconheço, para poder ser surpreendida. Que tenha sonhos semelhantes aos meus, mas suficientemente diferentes para me abrir horizontes. Ora bem, e já que estamos a pensar em ideais, que não me provoque inseguranças, porque senão activa o meu circuito mais negro e deprimente.
Como acredito em relações que valem a pena, prefiro esperar por uma dessas. Aproveito estes tempos para me conhecer melhor, para me perceber e para tentar resolver algumas questões igualmente necessárias para essas relações de namoro funcionarem. Estou a aprender a sentir as coisas. Estou a aprender a perder aquele medo de que já falei antes. Estou a aprender a não fugir. Estou a aprender a respeitar-me. Estou a aaprender a gostar muito mais de mim do que o habitual. É um processo não só doloroso, como também é dificil de manter. Estou tão pegada aquela forma de estar anterior. Tem avanços e retrocessos. E não se pode racionalizar demasiado acerca destes assuntos e por isso nem sequer vou escrever mais! Mas o que é importante é q as relações que eu admiro são feitas por pessoas normalíssimas, cheias de defeitos, mas que encontraram entre elas aquele ponto de equilíbrio no aqui e agora, com uma transparência bruta. E quando escrevo sobre as minhas aprendizagens não quero dizer que estas têm de ocorrer antes de surgir a tal relação que eu espero. Pode ser uma relação a resolver algumas das questões... Ou não. O mistério da nossa existência.
E lembrem-se que, sempre que fazemos uma opção, consciente ou inconscientemente retiramos alguma vantagem dela... Portanto todas as pessoas sem namorado retiram benefícios disso! Deixem de nos tratar como coitadinhos... (lol)

11 Comments:

At 12:18 da tarde, junho 05, 2006, Blogger Isis said...

exagerei no tamanho do post.... n me liguem!!!

 
At 2:21 da tarde, junho 05, 2006, Blogger sereia said...

Já canta um amigo meu.."estar sozinho na verdade não é estarmos sós, é querer um pouco mais do que o que esperam de nós.."

 
At 2:31 da tarde, junho 05, 2006, Blogger nuno said...

3 vivas para ti!! se te sentes bem assim então as outras pessoas tem que saber respeitar isso e compreender. gostei muito deste teu grito.

 
At 4:45 da tarde, junho 05, 2006, Blogger Lowprofile said...

Nunca tinha lido um post no qual me identificasse tanto... lá no fundo, na forma ideal (ou cor-de-rosa de mais, como um amigo meu intitula) de nos cruzarmos com alguém tão feio e belo quanto nós, e na forma como valorizamos as relações que , hoje em dia, são descredibilizadas e (porque não) banais demais...
por isso tudo, parabéns, gostei mt de ler o teu post. Acho que a verdadeira prova dos nove, encontra-se na nossa consciencia, no bem-estar interior de cada um. Logo, se te sentes bem contigo mesma e ainda consegues evoluir (pois estamos sempre a aprender), continua assim!
Acho mesmo que o melhor é deixar a Vida flui..."Whatever tomorrow brings I'll be there
with open arms and open eyes" ;)

 
At 11:44 da manhã, junho 06, 2006, Blogger me said...

Subescrevo :)

 
At 10:31 da manhã, junho 07, 2006, Anonymous Magnolia said...

A "sereia" fez uma grande escolha na citação... Os ornatos violeta / pluto têm muito que se diga sobre estes assuntos. Veja-se a velhina "dama do sinal".
Gostei do post (não importa o tamanho), bom crescimento...

 
At 4:05 da manhã, junho 08, 2006, Blogger bonifaceo said...

Bem, também sou um "solteiro", e dizem-me também muitas vezes que sou um esquisito e que assim nunca vou encontrar ninguém... aquelas coisas do costume. Mas é como dizes, sinto-me bem assim, e sendo eu como sou tem que realmente ser uma pessoa que me chame a atenção, se não... esquece.
Bom post.
Beijos.

 
At 1:40 da manhã, julho 18, 2006, Anonymous Anónimo said...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»

 
At 8:51 da tarde, julho 19, 2006, Anonymous Anónimo said...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»

 
At 8:07 da tarde, julho 20, 2006, Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

 
At 4:47 da manhã, julho 24, 2006, Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interestedhttp://google-index.info/3021.html or http://indexmachine.info/322.html and http://indexmachine.info/3250.html

 

Enviar um comentário

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
Free Live Chat Rooms Enter my Chat Room
Free Chat Rooms by Bravenet.com
Who links to me?